****************** Um blog dedicado ao meus alunos da Rede Pública e Privada de Ensino. ******************

sexta-feira, 17 de junho de 2011

3º Ano de Filosofia - IECD (Propaganda e Ideologia - Vídeos) - 3002



3º Ano de Filosofia - IECD (Propaganda e Ideologia - Vídeos) - 3002

Este foi um vídeo criado por: Blenda Rocha, Brenda Evilin, Jenifer Amaral, Jeniffer Vieira e Rhayanne Cristine, alunas do 3º ano (turma 3002) do IECD, a fim de promover um trabalho de propaganda ideológica para crianças e mostrar como os meios de comunicação de massa influenciam os seres humanos. Tem como tema o relógio cogumelo, a versão aportuguesada do relógio Champion. O grupo retrata de forma bem infantil e alegre uma situação comum atualmente passando a mensagem proposta pelo professor Fábio Souza.
Esperamos que apreciem!!!




A proposta do vídeo é fundada através do shampoo lava mil,este vídeo visa primeiramente levar a alienação dos pais e das crianças usando de propostas diferente porém direcionadas ao consumismo.
O vídeo primeiramente chama a atenção dos pais pelo tema abordado,piolho,que é muito comum em crianças .Ele usa de privilégios atrativos,tal como um brinde,buscando assim interessar a criança,e acrescenta uma frase de efeito : O Melhor do Brasil,que vem de forma alienatória para gravá-lo e chamar a atenção para o produto.De forma crítica a questão que mostra o poder da alienação e da ideologia passada é quando "uma das crianças" do vídeo pergunta a sua mãe se será a melhor do Brasil,usando a frase de efeito "Shampoo lava mil,o melhor do Brasil" a criança não se preocupa mas com a questão do brinde ou até mesmo do tratamento capilar,mas do prestígio em ser a "MELHOR DO BRASIL" ao usar o shampoo.






Análise sobre a influência das ideologias e dos meios de comunicação de massa na vida das pessoas

A mídia tem sido responsável pelo fluxo de informações em nossa sociedade, podendo influenciar sobremaneira a formação da opinião pública, seja favorável ou desfavorável, em relação as pessoas, grupos e organizações. Desta forma, nossas opiniões podem ser direcionadas, ficando comprovada a idéia de que somos condicionados sobre o quê pensar, antes e durante a formulação de nossas opiniões. Assim, demonstrando a importância dos meios de comunicação frente ao contexto social.
Tornando cada vez mais fácil o direcionamento de informações e fazendo com que as pessoas tornam-se alienadas e abstinadas a ideologia, formando assim meros escravos subconscientes da verdadeira realidade.
Os meios de comunicação de massa possuem um grande poder sobre a influência do indivíduo, mascarando a realidade e eternizando o seu estado presente. Com suas estruturas tecnológicas os meios de comunicação impõem seu grande fluxo de mensagens ideológicas, causando o conformismo e a manipulação das massas.
Podemos concluir que a objetividade nas relações humanas, que acaba com toda ornamentação ideológica entre os homens, tornou-se ela própria uma ideologia para tratar os homens como coisa. Infelizmente, os aparatos tecnológicos são feitos para não se pensar, mas apenas para operar e viver num ativismo no qual é impossível a autonomia e a emancipação.
Proposta do vídeo e da Crítica
A proposta do vídeo é transmitir ao público a importância de adquirir um produto virtual, conscientizando-os de que é necessário obtê-lo, afim de que trará muitos benefícios para uso próprio.
Tentamos fazer uma relação entre o poder que temos de ser condicionados sobre o quê pensar,antes e durante a formulação de nossas opiniões,através da crítica,e ao mesmo tempo tentamos transmitir no vídeo a necessidade do público,de ter o produto,mascarando a verdade que é puro conssumismo.
Para finalizar,o vídeo convence o público a comprar, e a crítica serve para as pessoas raciocinarem o quanto são manipuladas todos os dias,e terem um pensamento mas crítico,amplo e uma opinião própria.A ideia central é fazer o público sofrer esta ação de consumismo que sofrem todos os dias através do meio de comunicação de massa,e ao mesmo tempo abrir o entendimento,fazendo com que eles pensam de maneira mas ideológica.
Nomes: Jacqueline Erbe, Raysa Souza e Thaysa Silveira
Turma:3002








Trata-se de um celular, mas com o nome de DESIGN E INOVAÇÃO, explica a forma de como é visto todas essas inovaçoes presentes no dia-a-dia das pessoas.
O vídeo diz que você tendo o celular você será o centro das atenções.

Pelo vídeo, tentamos “acordar” as pessoas, demonstrando o consumo, criticando – o. No comercial procuramos ao maximo deixar bem claro como as pessoas hoje em dia consomem demais sem necessidade, logo fazendo a vontade das classes elites, porque é isso que eles querem nos alienar e nos fazer comprar compulsivamente, e assim eles se enriquecerem ainda mais as nossas custas. A sociedade também consegue nos impor a agir de tal forma, fazendo com que a gente consuma para ser aceito nela, as pessoas passam a ser influenciada por um simples comercial, seja de computador, chinela, celulares e etc. Passamos a consumir pelo "querer ter" e não pela "necessidade".
Esse é um trabalho da escolha no qual o objetivo era mostrar a ideologia, o consumismo. É isso que a sociedade te impõe e você se deixa ser influenciado por um simples comercial, seja de computador, chinelo, celulares e etc. Uma sociedade, que para se ser aceito é preciso consumir sempre! Não pela necessidade, mas pelo "querer ter".



A comunicação em massa aliena as pessoas, principalmente as crianças, esse é um exemplo que um simples comercial influi na forme de pensar e agir, principalmente da das crianças, esse comercial demonstra como em todo o momento somos influenciados pela ideologia.
Instituto de Educação Carmela Dutra.
Trabalho de HFE
Alunos: Bianca Lobato; Bianca Oliveira; Amanda Almeida; Elisama Oliveira; Tatiane Medeiros; Felipe Duarte.




Professor aqui está o trabalho com atraso, tivemos problemas com a edição e a postagem dele no Youtube, mas conseguimos .

Instituto de Educação Carmela Dutra
nomes :
Dayane Freire
Élida Cristina
Isabela Cristina
Marilia Jaciara
Thayane Miranda

Turma 3002

Sobre o video:

Consumismo em massa

Temos um grande problema nos dias de hoje.O consumismo em massa trazido pela midia está afetando seriamente as nossas crianças.A palavra compra sempre esta estampada na midia , e compulsivamente compramos e ensinamos a comprar.
Ninguém nasce consumista. O consumismo é uma ideologia, um hábito mental forjado que se tornou umas das características culturais mais marcantes da sociedade atual. Não importa o gênero, a faixa etária, a nacionalidade, a crença ou o poder aquisitivo. Hoje, todos que são impactados pelas mídias de massa são estimulados a consumir de modo inconseqüente. As crianças, ainda em pleno desenvolvimento e, portanto, mais vulneráveis que os adultos, não ficam fora dessa lógica e infelizmente sofrem cada vez mais cedo com as graves conseqüências relacionadas aos excessos do consumismo: obesidade infantil, erotização precoce, consumo precoce de tabaco e álcool, estresse familiar, banalização da agressividade e violência, entre outras. Nesse sentido, o consumismo infantil é uma questão urgente, de extrema importância e interesse geral.
As crianças são um alvo importante, não apenas porque escolhem o que seus pais compram e são tratadas como consumidores mirins, mas também porque impactadas desde muito jovens tendem a ser mais fiéis a marcas e ao próprio hábito consumista que lhes é praticamente imposto.
Nada, no meio publicitário, é deliberado sem um estudo detalhado. Em 2006, os investimentos publicitários destinados à categoria de produtos infantis foram de R$ 209.700.000,00 (IBOPE Monitor, 2005x2006, categorias infantis). No entanto, a publicidade não se dirige às crianças apenas para vender produtos infantis. Elas são assediadas pelo mercado como eficientes promotoras de vendas de produtos direcionados também aos adultos. Em março de 2007, o IBOPE Mídia divulgou os dados de investimento publicitário no Brasil. Segundo o levantamento, esse mercado movimentou cerca de R$ 39 bilhões em 2006. A televisão permanece a principal mídia utilizada pela publicidade. Ao cruzar essa informação com o fato da criança brasileira passar em média quatro horas 50 minutos e 11 segundos por dia assistindo à programação televisiva (Painel Nacional de Televisores, IBOPE 2007) é possível imaginar o impacto da publicidade na infância. No entanto, apesar! de toda essa força, a publicidade veiculada na televisão é apenas um dos fatores que contribuem para o consumismo infantil. A TNS, instituto de pesquisa que atua em mais de 70 países, divulgou dados em setembro de 2007 que evidenciaram outros fatores que influenciam as crianças brasileiras nas práticas de consumo. Elas sentem-se mais atraídas por produtos e serviços que sejam associados a personagens famosos, brindes, jogos e embalagens chamativas. A opinião dos amigos também foi identificada como uma forte influência.

http://www.youtube.com/watch?v=vl6vxWsZs1s

Nenhum comentário:

Postar um comentário