****************** Um blog dedicado ao meus alunos da Rede Pública e Privada de Ensino. ******************

segunda-feira, 25 de julho de 2011

A FARSA DO GOVERNO CABRAL PARÁGRAFO POR PARÁGRAFO

GOVERNO DO ESTADO ANUNCIA MELHORIAS SALARIAS PARAOS PROFESSORES
A FARSA DO GOVERNO CABRAL PARÁGRAFO POR PARÁGRAFO

1-   Esse economista faltou às aulas de matemática do seu curso, ou de qualquer outro curso que tenha feito.
2-   Incorporação de abono não é reajuste salarial, já que esse abono ou gratificação já fazia parte dos vencimentos da categoria.
3-   MENTIRA!!!!!!!!!!!!!!!
4-   A gratificação denominada Nova Escola é um direito líquido e certo do servidor da educação, conforme norma do próprio governo.
5-   Outra MENTIRA!!!!!!!!!!!!!!
6-   Remuneração variável, por mérito, gera competição e dissensão na categoria.
7-   É só verificar os contra-cheques de diversos níveis da categoria para constatar a farsa.
8-   Valorização de quem, cara-pálida???????
9-   Novamente a incorporação do “nova esmola” (direito adquirido através das avaliações meritocráticas de governos anteriores).
10-               O Governo acha justa uma remuneração de R$ 210,00 pelo esforço de quem dedicou parte do seu minguado tempo a uma especialização, custeada, via de regra, do seu próprio bolso? O que dizer então, de um doutorado, que para o Governo vale a bagatela de R$ 420,00?
11-               Eles batem insistentemente nesta tecla das 16 horas, sugerindo uma abundância de tempo extra disponível do professor, esquecendo que o professor além de possuir muitas atividades extra-classes e, em conseqüência direta da sua má remuneração, ainda é obrigado a ocupar o restante do seu tempo ocioso em outro empregos que lhe possibilitem uma complementação salarial, na busca de uma remuneração próxima da que lhe seja justa.
12-               Esses sim, obtiveram um ganho significativo a partir da luta diuturna da categoria, ao longo de décadas, com embates e enfrentamentos nos diferentes governos.
 Por outro lado, os equipamentos que estão sendo disponibilizados nas escolas à guisa de modernização, como computadores  e sistemas de ar condicionado, são alugados a preços exorbitantes de empresas parceiras dos detentores do poder. São torneiras do dinheiro público jorrando torrencialmente em direção aos cofres privados.
E o Governo do Sr. Cabral, trata-nos a todos os funcionários públicos co desprezo e nos intitula como preguiçosos, vândalos e baderneiros, Poe reivindicarmos direitos líquidos e certos que nos são peremptoriamente negados.
Explicando: Os preguiçosos, no dicionário Cabral, são os Médicos, os vândalos, são os Bombeiros e os baderneiros são os Professores.
Por que ele e sua horda não se classifica e assume o título que lhes cabe?

Nenhum comentário:

Postar um comentário