****************** Um blog dedicado ao meus alunos da Rede Pública e Privada de Ensino. ******************

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Jovem com doença rara só lembra das últimas 24 horas

Jovem com doença rara só lembra das últimas 24 horas

Adolescente não consegue recordar do funeral de sua avó que morreu no ano passado
Do R7
http://noticias.r7.com/saude/noticias/jovem-com-doenca-rara-so-lembra-das-ultimas-24-horas-20120223.html?question=0

jovem memoria the sun 450x600Reprodução/The Sun



A adolescente inglesa Jess Lydon, de 19 anos de idade, está presa ao presente depois que uma doença cerebral rara fez com que ela lembre apenas do que aconteceu nas últimas 24 horas, segundo reportagem publicada pelo site The Sun.


Às vezes, ela não consegue se lembrar do que comeu durante o café da manhã.


De acordo com a reportagem, ela foi diagnosticada em novembro do ano passado com síndrome de Susac depois de ter desmaios. O problema raro acontece com cerca de 250 pessoas em todo o mundo, principalmente entre mulheres de 20 a 40 anos de idade.



A garota não lembra que três de suas amigas estão grávidas e sempre as questiona o porquê de terem ganhado peso. Jess também é incapaz de reconhecer fotos dos amigos e não lembra do funeral de sua avó, que morreu no ano passado.


Ela mora em Walsgrave, West Mids, na Inglaterra, e é cuidada pela mãe.


- Minha vida está arruinada e minha memória se foi. Não tenho passado, apenas o presente. Tenho apenas lembranças vagas do que aconteceu no ano passado. Não me lembro nem mesmo do Natal e do meu aniversário, em dezembro.


A mãe da garota descreve a situação complicada da filha.


- A vida de Jess se tornou um pesadelo. A memória dela é de apenas 24 horas, mas às vezes é tão ruim que ela não lembra do que falou minutos atrás. É como se ela tivesse a doença de Alzheimer, mas ela é apenas uma adolescente. É devastador.


Jess sofreu com episódios de perda de visão e audição, dores de cabeça e aversão à luz natural.


O problema causou o fim de seu namoro e a fez largar a faculdade. Ela também pode ter de deixar o trabalho em uma lanchonete, já que seu senso de equilíbrio foi afetado.


- Estou ficando tão ruim que eu não posso sair por conta própria com risco de cair.


Ela toma remédios para melhorar e os médicos esperam que essa condição melhore dentro de cinco anos, mas qualquer perda de visão ou de audição pode ser permanente.


O neurologista Holger Allroggen comentou a síndrome.


- A síndrome de Susac é tão rara que a maioria dos centros de neurociência não deve ter visto mais que um caso nos últimos anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário