Rio -  Gostaria que o secretário estadual de Educação, Wilson Risolia, explicasse como ficam os professores vítimas do Programa Autonomia Carioca. Nele, um único docente é responsável por acompanhar o desempenho do aluno em todas as disciplinas, ministradas em telecurso. Vários profissionais estão perdendo suas turmas e tendo que, de forma humilhante, tentar encontrar vagas em outras escolas, sem sucesso.

Cíntia Velasco, São Gonçalo