****************** Um blog dedicado ao meus alunos da Rede Pública e Privada de Ensino. ******************

domingo, 30 de setembro de 2012

Freixo


Francisco Bosco
O colunista escreve às quartas-feiras

Freixo

O acontecimento político mais importante para a história recente do Brasil foi a eleição de Lula para presidente, em 2002. Não preciso lembrar aqui as consequências sociais positivas desse fato; elas foram sólidas o suficiente para garantir a continuação do projeto até hoje. Mas é preciso lembrar o que custou de resignação ao país esse projeto. Sob alguns aspectos, o lulo-petismo tem sido a continuação da modernização conservadora do Brasil. Já sabemos as virtudes e os limites desse projeto.
Marcelo Freixo, candidato a prefeito do Rio, representa a possibilidade de avançar lá onde o projeto lulo-petista, por suas características estruturais, não pôde e não poderá fazê-lo. O preço que a profunda reforma do governo PT cobrou à sociedade brasileira é alto: nada menos que a resignação à política como atividade em larga medida suja, feita de alianças oportunistas, em nome de interesses de grupos particulares, feita também de práticas ilícitas, tudo em nome da famigerada governabilidade, que é apenas um eufemismo para chantagem. Eu votei nesse projeto; pareceu-me, e continuo pensando assim, que era o melhor que se poderia realizar nas condições históricas daquele momento. E muito se fez. Mas é hora de dar um passo à frente.
Freixo representa a chance de uma transformação radical da mentalidade política não apenas do Rio, como do país. Sua proposta, no fundo, é bem simples: fazer política de verdade, isto é, orientada por interesses republicanos, e não pela manutenção dos privilégios dos eternos donos do poder. Isso significa refundar a política em todos os seus níveis, da campanha à prestação de contas. Para Freixo, o financiamento de campanhas deve ser público e transparente (pois, como lembra o deputado federal Chico Alencar, “não é da natureza das empresas fazer doações, e sim investimentos”); as alianças partidárias, orientadas por princípios ideológicos (ele já recusou de antemão o eventual apoio dos patéticos Garotinhos); e, principalmente, as decisões de sua gestão deverão ser orientadas no sentido da justiça social e da garantia de cidadania aos desprotegidos.
Uma candidatura assim, se vence uma eleição, tem um efeito análogo ao da lei da ficha limpa, só que em sentido positivo. Enquanto a lei da ficha limpa impede os políticos infratores da lei de se candidatar, colocando um freio na política tradicional à brasileira, uma eventual vitória de Freixo provaria que é possível fazer política verdadeira no país. Se isso acontecer, o argumento resignado que sustenta as alianças espúrias sofrerá um forte abalo. Muitos cidadãos de espírito republicano, hoje desencorajados pela sujeira da política nacional, poderiam se engajar na política institucional. E o que hoje parece utópico — que a política no Brasil não seja um negócio de canalhas — provaria ser realizável.
Alguém a essa altura dos meus argumentos poderia evocar a repetida objeção: “Mas você está falando de ideias e princípios; política é feita de ações concretas. Que experiência administrativa tem o Freixo?” Essa objeção tornou-se inaceitável depois de Lula, sobre quem ela incidia com força. Mas a melhor resposta a ela tem sido dada pelo próprio Freixo: é preciso sempre desmascarar esse discurso do gerente, pois ele pressupõe uma oposição entre política e administração, ideologia e práxis, enquanto na verdade toda e qualquer ação administrativa é politicamente orientada. Não existe essa figura do gerente não ideológico. Concretamente falando, essa figura apenas perpetua a situação presente. Qualquer pessoa inteligente tem capacidade administrativa (basta delegar as funções para as pessoas tecnicamente competentes para desempenhá-las) — o que distingue os políticos é a política, ou seja, de que valores suas ações estarão a serviço.
Vim falando em termos nacionais porque penso ser essa eleição do Rio a mais importante do país, aquela que apresenta uma alternativa real num momento decisivo. No contexto da política carioca, a dobradinha Paes-Cabral também já mostrou seus limites; é hora de trocar o modelo de cidade-butique, de megaeventos, que pode se tornar megaexcludente, por um projeto que não faça da população de baixa renda moeda de troca barata, a ser “realocada”, “desapropriada” ou convidada a se retirar pela gentrificação.
Se um homem como Freixo vence as eleições, fica provado que não somos obrigados a andar um passo para trás a fim de dar outro à frente; não somos obrigados a engolir os velhos crápulas da velha política em nome da governabilidade. Seria uma mudança, sem precedentes, da mentalidade política. O Rio tem a chance de iluminar o país. Não a desperdicemos.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/cultura/freixo-5994508#ixzz280TpkIPf
© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

O que vem da China é barato! Isso porque não há legislação que proteja os trabalhadores de lá!


Foxconn fecha fábrica chinesa após


 briga que envolveu 2 mil

Local deve ficar fechado por cerca de dois ou três dias.
Unidade que emprega 79 mil funcionários na cidade de Taiyuan.

Da Reuters

Funcionários da Foxconn na China ficam fora da fábrica após confusão (Foto: Reuters)Funcionários da Foxconn na China ficam fora da fábrica após confusão (Foto: Reuters)
A Foxconn, grupo que monta produtos como o iPhone para grandes companhias de tecnologia do mundo, fechou uma fábrica no norte da China nesta segunda-feira (24) após cerca de 2 mil operários se envolverem em um confronto em um dormitório da empresa.
Ainda não está claro por quanto tempo a fábrica ficará fechada, enquanto autoridades investigam as causas dos distúrbios na unidade que emprega 79 mil funcionários na cidade de Taiyuan, no norte da China. A polícia e representantes da empresa estão investigando a causa do distúrbio.
"A fábrica será fechada hoje para investigações", disse o porta-voz da Foxconn Louis Woo à Reuters. Um empregado da companhia contatado por telefone disse que o fechamento pode durar de dois a três dias.
Imagens feitas do lado de fora do complexo fabril mostraram janelas quebradas e uma linha de caminhões militares verde oliva estacionados dentro da unidade.
A Foxconn informou que os problemas começaram por uma disputa pessoal que desencadeou o confronto na unidade. Mas algumas pessoas que publicaram mensagens na Internet disseram que guardas da fábrica espancaram trabalhadores e que isso causou a briga.
A agitação foi o mais recente episódio em uma série de incidentes em fábricas da Foxconn, nome comercial da Hon Hai Precision Industry e maior fabricante de produtos eletrônicos do mundo.
A companhia, que chama atenção por ser fornecedora e montadora de produtos Apple, a empresa enfrenta denúncias de condições precárias e maus tratos dos trabalhadores em suas instalações na China, onde emprega cerca de 1 milhão de trabalhadores.
Em comunicado divulgado nesta segunda-feira, Foxconn disse que o incidente começou com o que definiu como uma disputa pessoal entre vários funcionários por volta de 23h do domingo em um dormitório e foi controlado pela polícia por volta de 3h.
Comentários publicados on-line, porém, sugerem que guardas da unidade podem ser a causa do tumulto.
Em uma mensagem publicada no site de microblogs Sina Weibo, o usuário "Jo-Liang" disse que quatro ou cinco seguranças espancaram um trabalhador quase até a morte dele.
Outro usuário, "Fan de Sa Hai", citou um amigo de Taiyuan que afirmou que guardas surraram dois trabalhadores da província de Henan e em resposta outros funcionários incendiaram camas e as atiraram para fora das janelas do dormitório.
Os relatos não puderam ser confirmados de forma independentes.
A agência oficial de notícias Xinhua citou uma autoridade do governo de Taiyuan que afirmaram que investigadores determinaram inicialmente que a briga começou com o confronto de trabalhadores da província de Shandong com funcionários de Henan.
A Xinhua informou que cerca de 5 mil policiais foram enviados para encerrar a violência.
A Foxconn citou que a polícia informou que 40 pessoas foram levadas para hospitais e que uma série delas foram presas. A Xinhua disse que três pessoas estão em estado grave.
FONTE:

terça-feira, 25 de setembro de 2012

VÍDEO DE BRIGA ENTRE ALUNO E PROFESSORA EM SANTOS (SP) CAI NA WEB


Vídeo de briga entre aluno e professora em Santos (SP) cai na web

No último dia 13 de setembro, o Colégio Santa Cecília, em Santos, São Paulo, foi palco de uma briga pra lá de complicada e incomum, envolvendo aluno e professora. Segundo nota de esclarecimento publicada no site da instituição, um aluno de 15 anos, do 1º ano do Ensino Médio, se dirigiu à professora de inglês de forma desrespeitosa durante a aula. Ele “fez ameaças físicas e verbais, chegando ao ponto de retirar das mãos da professora o diário de classe, que é um documento oficial da Escola”, diz a nota. Em seguida, o garoto pegou uma borracha e começou a apagar todas as anotações do diário, que costumam conter notas, avaliações, frequência às aulas e demais observações.
“A referida professora, em respeito à ordem e aos direitos dos demais alunos, tomou a iniciativa de tentar recuperar o Diário de Classe”, afirma o Colégio. Mas, nesta tentativa, os dois acabaram indo ao chão. Quando o inspetor entrou na sala para apartar a briga, o menino já estava sem camisa. O Conselho de Classe da escola, com a presença do advogado do aluno, se reuniu na última sexta-feira (21) para discutir o caso. Segundo a nota, eles concluíram, por unanimidade, que o garoto deveria ser transferido do colégio.
O caso, porém, talvez não tivesse ganhado tanta repercussão se um outro estudante da mesma classe não tivesse filmado tudo e jogado as imagens da internet. O vídeo oficial, publicado na semana passada, já foi deletado, mas vários outros canais do YouTube repostaram as imagens, que mostram claramente o ocorrido. Um deles, que publicou o vídeo na última sexta-feira (21), já tem mais de 100 mil visualizações. Dá uma olhada:
E você, o que pensa sobre isso?

segunda-feira, 24 de setembro de 2012


Pedintes são postos em jaula para não incomodar visitantes de festival

Os pedintes que costumam agir em um festival religioso no Sul da China foram postos em jaulas para evitar que eles incomodem os visitantes que se aglomeram no entorno do templo de Nanchang, na província de Jiangxi.

Nas jaulas, similares às de zoológico, os pedintes não podem ficar em pé. Eles podem pedir esmola do ponto onde estão e são livres para sair a qualquer momento, desde que não se misturem com os fiéis e vão embora.

"Este ano nós decidimos que não vamos aceitar pedintes andando por toda parte, perturbando os nossos convidados", explicou um organizador do evento, de acordo com o "Daily Mail". 
 
De acordo com o organizador, os visitantes estavam se sentindo cada vez mais desconfortáveis com a ação dos pedintes. Por isso, foi adotada a medida drástica.

sábado, 22 de setembro de 2012

Filme: Hitler: A Ascensão do Mal (2003)

Posted: 21 Sep 2012 04:00 PM PDT
 Hitler: The Rise of Evil  Título Original: Hitler: The Rise of Evil
  Gênero: Biografia | Drama | Histórico | Guerra
  Ano de Lançamento: 2003
  Duração: 180 min
  País de Produção: EUA, Canadá
  Diretor(a): Christian Duguay
[ Atendendo ao Pedido de: Maycon ]
Sinopse:
A Ascensão do Mal começa por fazer o retrato da mente jovem e em desenvolvimento de um louco embrionário, acompanhando-o nos seus anos de formação e em como evolui no homem que explorou a nação, que apelou por um líder que pudessem seguir. Motivado pela raiva e distorcido pelo ego, Hitler luta num mundo que acredita dever-lhe algo, seduzindo a Alemanha numa dança macabra de rendição e controle. Um Poderoso Documento Sobre o Mal.>>> Continue Lendo...

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Domínio Público

Wikileaks: William Waack, da Globo, é citado três vezes como informante dos EUA


Wikileaks: William Waack, da Globo, é citado três vezes como informante dos EUA

Jornal do BrasilJorge Lourenço
O jornalista William Waack, da Rede Globo, se tornou um dos assuntos mais discutidos no Twitter nesta quinta-feira graças a supostos documentos da Wikileaks que o apontariam como informante do governo americano. Apesar de vagas e desencontradas, algumas informações são verdadeiras. O Informe JB  entrou em contato com a jornalista Natalia Viana, responsável pela Wikileaks no Brasil, que confirmou a história. Waack é citado não apenas uma, mas três vezes em reuniões com funcionários da Embaixada Americana. Dois dos documentos que o citam são considerados "confidenciais". 
Consulta sobre as eleições
Um dos arquivos é sobre a visita de um porta-aviões dos Estados Unidos em maio de 2008. Na ocasião, a Embaixada Americana classificou como positiva a repercussão na mídia do evento, citando William Waack diretamente por ter ajudado a mostrar o lado positivo das relações do Brasil com os Estados Unidos em reportagens para o jornal "O Globo". Os outros dois documentos são sobre informações repassadas por Waack a representantes americanos sobre as eleições presidenciais do ano passado.

Documento relata reunião na qual Waack dá detalhes sobre os presidenciáveis em fevereiro
Documento relata reunião na qual Waack dá detalhes sobre os presidenciáveis em fevereiro
Dilma incoerente
Em um encontro informal, o jornalista da Rede Globo reportou aos americanos em fevereiro de 2010 que um fórum econômico em São Paulo deixou as seguintes impressões sobre os possíveis candidatos à presidência: Ciro Gomes era o mais preparado, Serra era "claramente competente" e Dilma era... incoerente. 
William Waack errou previsão sobre união de Aécio Neves com José Serra
William Waack errou previsão sobre união de Aécio Neves com José Serra
Bola fora
Em agosto de 2009, novamente Waack manteve contatos com funcionários americanos, mas passou uma informação errada. Ele apontou que Serra e Aécio Neves já haviam selado a paz para uma candidatura a presidente e vice, respectivamente, no ano seguinte. A profecia, como todos sabem, não se confirmou. Aécio tentou encabeçar a candidatura tucana à presidência, mas acabou tentando o Senado por Minas Gerais. 

Cresce a taxa de reprovação no ensino médio

Índice de 2011 ficou em 13,1% e atingiu o pior resultado dos últimos 12 anos. Taxa de abandono teve melhora

AE  - Atualizada às 




O Brasil teve o pior desempenho na taxa de reprovação no ensino médio, entre colégios públicos e privados, desde que as estatísticas passaram a ser divulgadas, em 1999. O índice de 2011 ficou em 13,1%, registrando aumento de 5% em relação ao ano anterior. Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), divulgados nesta semana.Em 2007, o índice era de 12,7% e teve pequenas variações para cima e para baixo. Mas o salto entre 2010 e 2011 foi o maior já registrado. Se for levado em conta apenas as escolas públicas do País, a taxa de 2011 é ainda maior e chega a 14,1%. Já a taxa de abandono do ensino médio ficou em 9,6%, apresentando melhora.




Segundo a educadora Wanda Engel, do Instituto Unibanco, o ensino médio é o ponto mais delicado para a melhoria da educação do País. "Uma das causas desses resultados é a falta de condições acadêmicas para o aluno cursar o ensino médio, onde os conteúdos são acumulativos. Os dados refletem também o pouco avanço do ensino fundamental", explica Wanda.
"Agora que sabemos os resultados, temos condições de dar um choque nesse problema. Tem muita coisa que dá para fazer agora, não precisa esperar gerações para ver os resultados." Wanda cita, por exemplo, que os piores resultados estão no noturno - período que concentra 40% das vagas. Entretanto, só 27% dos alunos desse período conjugam trabalho e estudos. No ensino fundamental, a reprovação foi de 9,6% e o abandono, de 2,8%. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.



Número de jovens de 15 a 17 anos fora da escola aumentou

IBGE mostra que políticas públicas para incluir a juventude no sistema educacional fracassam. População nessa faixa etária aumentou e frequência escolar caiu em 2011

Priscilla Borges - iG Brasília 

As políticas de inclusão dos jovens no sistema educacional fracassam.  Colocar todos os brasileiros de 15 a 17 anos na escola é o maior desafio a ser superado para que a Emenda Constitucional 59 seja cumprida. A lei determina que, até 2016, todas as crianças e adolescentes com idades entre 4 e 17 anos sejam matriculados no sistema educacional.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

19 DE SETEMBRO DE 2012 - 10H43 

Rússia expulsa norte-americanos da Usaid do país


A Rússia comunicou aos Estados Unidos o fim das atividades em seu território da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), conhecida por suas operações ilegais de subversão em vários países. De acordo com a BBC, Moscou deu um prazo até 1º de outubro para que Washington feche os escritórios da organização.


A porta-voz do departamento de Estado, Victoria Nuland, indicou em entrevista coletiva de rotina que o governo norte-americano recebeu uma nota diplomática das autoridades russas em 12 de setembro, na qual comunicavam a sua decisão, ainda que a causa não tenha sido especificada. "Deixarei a decisão nas mãos dos russo", disse.

Ainda que a agência de cooperação não tenha presença física no país, "continuamos comprometidos em apoiar a democracia, os direitos humanos e o desenvolvimento de uma sociedade civil mais robusta na Rússia", assinalou Nuland. 

"Estamos muito orgulhosos do que a Usaid conquistou na Rússia nas últimas duas décadas e vamos trabalhar com nosso pessoal e nossos sócios para acabarmos [com as atividades] de maneira responsável ou realizarmos uma transição dos programas da Usaid", indicou.

Em comunicado, a chancelaria Russa explicou o motivo da decisão. "A decisão foi tomada em primeiro lugar porque o trabalho dos funcionários da agência em nosso país estava longe de adequar-se aos objetivos declarados de facilitar o desenvolvimento da cooperação humanitária bilateral", afirma. "Referimo-nos a tentativas de influenciar processos políticos - incluindo eleições a diferentes níveis - através da distribuição de financiamento", acrescentou.

O Ministério de Relações Exteriores da Rússia disse que a sociedade civil do país está "bastante madura" e que o país não necessita de "liderança externa".

Com agências

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=9&id_noticia=194152

quarta-feira, 04 de janeiro de 2012 | 04:10

Mensagem de fim de ano de O Globo é uma peça de marketing feita para bajular o governador Sergio Cabral

 O comentarista Mario Assis nos chama atenção para um fato gravíssimo na política do Rio de Janeiro. Confiram o que diz esta mensagem de fim de ano de O Globo.

É impressionante a forma como a Organização Globo trata o
governo Sergio Cabral. Basta ler esta

mensagem de fim de ano enviada aos assinantes do jornal. Mais parece
um outdoor de propaganda deste governo virtual, que vive
por conta do marketing. Até parece que Sergio Cabral conseguiu transformar o Rio numa cidade verdadeiramente
maravilhosa.  Não há mais crimes, não há mas tráfico de drogas, 

o Rio de Janeiro subitamente estaria vivendo no melhor dos mundos.
Como se vê, na época de Natal a Organização Globo se vendeu
por 30 dinheiros, esqueceu 
as próprias matérias de denúncias publicadas por O Globo contra o governo Cabral, sobre a corrupção que grassa na Secretaria Estadual de Saúde e em muitos outros órgãos da atual administração. Mas por que passaram a borracha em tudo?
A explicação vem dessa mensagem do comentarista J. Santos, com
base em informação do blog do coronel Paul.
****
O governador Sérgio Cabral (PMDB) vive em lua de mel com a imprensa do Rio de Janeiro, isso é um fato. Outro fato é que seu governo é péssimo. Para confirmar tal verdade basta dar uma olhada na situação precária dos serviços públicos essenciais: a saúde pública, a educação pública e a segurança pública, essa última gerenciada de uma forma elitista, pois o município do Rio de Janeiro recebe praticamente todos os investimentos em termos de policiamento ostensivo, com prioridade na Zona Sul, em detrimento dos demais municípios.
Diante de tais verdades, como explicar a lua de mel? Para explicar surge um terceiro fato, Sérgio Cabral (PMDB) gasta fortunas do dinheiro público, o nosso dinheiro, para conquistar a imprensa, se transformando em um dos seus principais patrocinadores.
Os dados são do jornal O Estado de São Paulo:
Ano 2007 – R$ 75,3 milhões.
Ano 2008 – R$ 122, 2 milhões.
Ano 2009 – R$ 129,3 milhões.
Ano 2010 – R$ 162,5 milhões.
Ano 2011 – R$ 172,5 milhões.
Soma: R$ 661,8 milhões.
Média anual: R$ 132,3 milhões.
No último ano do governo Rosinha Garotinho, na época também do PMDB (ela e seu marido, deputado federal Anthony Garotinho, apoiaram a eleição de Sérgio Cabral) foram gastos R$ 81,5 milhões. Tal constatação faz surgir um quarto fato, Sérgio Cabral (PMDB), em cinco anos, mais que dobrou os gastos com propaganda.
Os regimes ditatoriais sempre buscaram controlar a imprensa, usavam a força para obter esse resultado. No Rio de Janeiro dos nossos tristes dias, o uso da força também é empregado, mas a força do dinheiro.
Juntos Somos Fortes!

fontes:

terça-feira, 18 de setembro de 2012

O Rio REBELDE nas eleições de outubro tem nome e sobrenome "Marcelo Freixo".



O Rio rebelde

Autor(es): Daniel Aarão Reis
O Globo - 18/09/2012
 
Sobre a educação, o diagnóstico é preciso: "As escolas públicas estão sem alma." Educação séria, em qualquer lugar do mundo, requer horário integral e professores bem pagos, excluída a famigerada "terceirização", que destrói os vínculos entre os funcionários e os serviços. Em cada escola, autonomia pedagógica, observados parâmetros democraticamente construídos.
A saúde pública também deve basear-se em médicos, enfermeiros e auxiliares concursados, estáveis e decentemente remunerados, encerrando-se a experiência das Organizações de Saúde/OS, uma privatização mascarada, baseada na anarquia salarial e na falta de compromisso dos profissionais com os centros de saúde e os hospitais: "Vamos fazer concurso público, até porque o dinheiro que banca as OS é público e muito." Quanto à habitação popular, critérios rigorosos na efetivação das chamadas "remoções": "A política atual é irresponsável." Em questão, uma "concepção de cidade". O que se quer? Entregar a cidade aos negócios ou às pessoas? Dá para combinar os dois? Dá, mas numa "cidade de direitos". Freixo cita exemplos concretos: "Em Londres, por lei, metade das moradias da Vila Olímpica foi destinada à população de baixa renda. A Vila dos Jogos Pan-Americanos na Barra foi toda jogada para o mercado imobiliário."
Na área dos transportes públicos, "enfrentar o poder das empresas de ônibus, reunidas na Federação dos Transportes (FETRANSPOR)." Os consórcios funcionam como um cartel, impondo tarifas escorchantes, recusando-se a aceitar o bilhete único, praticado, há anos, nas grandes capitais do mundo. Em jogo, o "modelo rodoviário". O atual tem custo alto, polui e inferniza a vida das pessoas. Por que não viabilizar o transporte sobre trilhos? As vans assumiriam uma vocação "complementar", organizando-se licitações individuais, para neutralizar o poder das milícias.
Finalmente, em relação à segurança, é falso dizer que se trata de matéria exclusiva do estado. As milícias fundamentam seu poder em atividades econômicas que se efetuam em territórios determinados. Ora, tais atividades e territórios são - ou deveriam ser - regulados pela autoridade municipal. Haveria um largo campo a ser aí explorado, sempre em parceria com os governos estadual e federal, sem nenhuma conciliação com as milícias.
Selecionei cinco questões essenciais. É clara, em todas elas, a vontade de mudança, respeitando-se os valores democráticos. A marca rebelde contra o marasmo, um sistema exaurido que se repete e se rotiniza à custa das grandes maiorias.
Mas os sinais de rebeldia aparecem principalmente na mobilização e no incentivo à auto-organização das gentes. A recuperação da militância gratuita e espontânea, motivada por valores - políticos e éticos. Cada reunião é um comício. Cada comício surpreende pela afluência das pessoas. Renasce o melhor da tradição democrática brasileira, viva e promissora, em especial na primeira metade dos anos 1980, com destaque para a participação de artistas, meio sumidos nos últimos anos dos embates políticos. Pois eles estão de volta, generosos e solidários. Não seria esta uma indicação de tendências profundas? A sintonia fina entre artista e sociedade?
O exercício de cidadania não vai morrer após a campanha eleitoral. O candidato propõe - "eixo central da sua política" - a construção de Conselhos de Políticas Públicas e a reanimação das associações de bairros, destinados, em conjunto com os vereadores, a formular e a controlar a aplicação das políticas e das leis, viabilizando uma "outra concepção de governo", distinta do atual troca-troca de favores por votos, onde quase sempre se encobrem interesses escusos. O Rio tem tradição rebelde.
Em 1968, houve aqui o movimento estudantil mais atuante, e as maiores passeatas contra a ditadura. Na segunda metade dos anos 1970, a luta pela anistia - ampla, geral e irrestrita. Nas primeiras eleições livres para governadores, em 1982, a vitória de Leonel Brizola - "Brizola na cabeça" - representou desafio à ordem vigente. Ao longo da campanha das Diretas-já, o povo nas ruas contribuiu para consolidar o processo de transição democrática. Na sequência, Fernando Gabeira quase foi eleito prefeito da cidade contra ampla coligação de interesses conservadores. Em 1989, nas primeiras eleições diretas para presidente, outros comícios - imensos - por Lula e Brizola. A partir dos anos 1990, porém, no quadro da "administração das coisas", as eleições perderam encanto, cada vez mais dominadas pelo dinheiro e pelo marketeiros.
Não terá chegado a hora de mais uma virada? Retomando tradições críticas que existem no tempo longo, enraizadas na cidade?
É verdade que outra candidatura fala de si mesma como "um rio". Pode ser um rio qualquer. Mas o Rio rebelde, nas eleições de outubro, além de um programa, tem nome e sobrenome: Marcelo Freixo.
Audiência da Educação na Alerj em setembro de 2012.
O tecnicismo e a educação do Estado do Rio de Janeiro.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012


O reverendo que odeia os muçulmanos e se tornou um problema para os EUA

O detonador da onda de fúria antiocidental foi a difusão pela internet de um vídeo que mostra o profeta Maomé em diversas situações como mulherengo, homossexual e estúpido. O vídeo é a promoção de um filme que quase ninguém viu, uma peça de propaganda contra a religião muçulmana e que teria estreado há algumas semanas nalifórnia sem que ninguém tivesse prestado muita atenção. Até que chegou o reverendo Terry Jones. O artigo é de Santiago O’Donnell.

Bombardear consulados e matar embaixadores

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Em comemoração ao 11 de setembro - Loose change!!!

Foi mal pessoal, "marquei toca" no 11 de setembro. Por isso coloco aqui o filme com atraso.
Trata-se do Loose change segunda edição, que conta uma versão diferente - e muito bem documentada - da queda das torres gêmeas no EUA.

Que tal a proposta de que os próprios americanos derrubaram as suas torres para criar um pretexto suficientemente grande para a invasão de regiões petrolíferas no oriente?

Evidentemente o filme foi proibido nos EUA. E claro, por isso mesmo, colocamos ele aqui para vocês!

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Governo Chaves: 70% de aprovação!!!


José Reinaldo: Com Chávez e contra o selvagem pacote neoliberal


Em reflexão no programa "Ponto de Vista", da Rádio Vermelho, José Reinaldo Carvalho falou campanha eleitoral venezuelana, que entrou neste domingo (9) na reta final da corrida.


Ele lembra que falta menos de um mês para o povo venezuelano eleger o presidente da República. 

"Com cerca de 70% de aprovação ao seu governo e 18 pontos de vantagem sobre seu principal opositor, Henrique Capriles Radonski, o líder bolivariano é o grande favorito para vencer mais um embate eleitoral e seguir à frente da revolução democrática, popular e anti-imperialista que comanda há mais de 13 anos", destacou. 

Leia também:

Novas pesquisas continuam indicando larga vantagem de Chávez

 "Temos defendido neste espaço que a luta pela reeleição do presidente Hugo Chávez é a principal batalha política das esquerdas e forças progressistas e revolucionárias latino-americanas neste momento. Chávez redimiu o povo venezuelano, antes dominado e oprimido por oligarquias vendidas ao imperialismo. Desde 1999, quando assumiu pela primeira vez o governo nacional, o país conseguiu diminuir a pobreza, a diferença entre ricos e pobres e o desemprego, aumentou a renda familiar, o acesso à habitação, a qualidade da educação, a saúde e a alimentação e elevou seu índice de desenvolvimento humano", refletiu o editor do Vermelho.

Acompanhe o programa íntegra:

Programa Ponto de Vista

..

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Alunos de escolas destaque no Ideb vão para aula em pau-de-arara


Alunos de escolas destaque no Ideb vão para aula em pau-de-arara

Diretora de instituição com nota 8,1 na avaliação do MEC no Ceará teme pela segurança dos estudantes

Daniel Aderaldo - iG Ceará 
A rotina se repete há cinco anos. Ainda no escuro, às 4 horas da manhã, Francisco

Filme: Ataque Nazista (1943)

Posted: 05 Sep 2012 04:00 PM PDT
Ataque Nazista (1943)  Título Original: Why We Fight 2: The Nazis Strike
  Gênero: Documentário | Guerra
  Ano de Lançamento: 1943
  Duração: 41 min
  País de Produção: EUA
  Diretor(a): Frank Capra
Sinopse:
"Ataque Nazista" é o segundo da série de filmes-propaganda "Why We Fight", de Frank Capra. Ele introduz a Alemanha como uma nação cujas ambições agressivas começaram em 1863, com Otto von Bismarck, e cresceram até o nazismo.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

A Hemorio informou no site os endereços de coleta móvel no mês de setembro


Oi Galerinha,
 
Boa Tardeeeeeee!!!
 
Tudo bem????
 
A Hemorio informou no site os endereços de coleta móvel no mês de setembro, segue abaixo. A Hemorio funciona também sábados, domingos e feriados para coleta de sangue
 
A doação de sangue salva vidas, então se não puderem doar, divulguem este e-mail com os locais de coleta móvel.
 
OBS: Caso vcs doem sangue até dia 14, se puderem me entregar o comprovante de doação agradeço, pois na igreja a qual faço parte tem uma menina que está participando de uma gincana social e nesta gincana a empresa dela doará R$ 10.000,00 para a instituição escolhida pelo grupo ganhador da gincana e a ASCAC (pt-br.facebook.com/ascac.rj?filter=2 ) foi escolhida por ela e é uma instituição que nossa igreja ajuda.
 
Abração à todos
 
O HEMORIO realiza coletas móveis em universidades, empresas , igrejas, serviços de saúde, associações etc. O objetivo da coleta móvel é facilitar a aproximação do doador à doação de sangue.
Como agendar uma coleta móvel?
A solicitação de agendamento é feita pelo telefone 2332-8611 r: 2255 ou pelo e-mailcoleta.externa@hemorio.rj.gov.br.
Um profissional do
 HEMORIO marca uma visita ao local para avaliar as instalações, se houver um espaço adequado para a coleta ela é agendada e inicia-se então o processo de sensibilização do público alvo para a doação de sangue.
http://www.hemorio.rj.gov.br/Imagens/doacao_coleta.jpg
 
 
Como é feita a sensibilização da comunidade?
Os profissionais do
 HEMORIO - captadores - realizam palestras sobre o processo de doação de sangue, esclarecem dúvidas e distribuem material educativo e informativo. Lideranças da comunidade encarregam-se da divulgação e multiplicação das informações.
RELAÇÃO DAS COLETAS EXTERNAS DO MÊS DE SETEMBRO 2012
03
WICKBOLDEst. De Curicica, nº 190 – Jacarepaguá
10às 15 hs
04
GLOBOSATAv. das Américas, nº 160 – Bl. 5 B – Barra da Tijuca
10às 15 hs
06
CEMHSAv. das Américas, nº 3434 – BL C
09:30às 14:30hs
10
SENAI – VICENTE DE CARVALHOAv. Martin Luther King, nº 6475 – Vicente de Carvalho
09às 14 hs
11
HOSP. MUN. LOURENÇO JORGEAv. Ayrton Senna, nº 2000 – Barra da Tijuca
10às 15 hs
17
SEC.DE FAZENDA DO RJAv. Presidente Vargas, nº 670 – Centro
09às 14 hs
24
EMBRATELRua Camerino, nº 96 – Centro
09às 14 hs
25
CCR PONTE S.A.Rua Mário Neves, nº 1 – Ilha da Conceição – Niterói
09às 14 hs
27
HOSP. MUN. SALGADO FILHORua Arquias Cordeiro, nº 370 – Méier
09às 16 hs
28
COLÉGIO NOTRE DAMEAv das Américas, nº 19.400 – Recreio
10às 15 hs
PRÉ-REQUISITOS PARA REALIZAÇÃO DE UMA COLETA EXTERNA

* População alvo pertencente à Instituição/Empresa interessada: acima de 500 pessoas;
* A atividade de coleta externa não deverá ocorrer simultaneamente com outros eventos tais como: emissão de documentos, atendimento médico/ odontológico, etc;
* Área física totalizando cerca de 80 m2 (espaço único ou duplo), coberta, com ar condicionado e/ou ventiladores . É importante enfatizar a inviabilidade caso o acesso seja através de escadas e rampas;
* No dia da realização do evento, o local destinado para tal, deverá estar limpo e totalmente livre de quaisquer móveis e/ou objetos, exceto, mesas e cadeiras, conforme o combinado;
* Acesso prévio para estacionar o ônibus da coleta, aonde seja facilitado a retirada do material, assim como também o seu retorno. O ônibus da coleta poderá ou não permanecer estacionado no local do evento;
* Ajuda de dois homens no desembarque do material no momento da chegada, bem como no seu reembarque ao término de atividades;
* Quando possível, o anfitrião oferecerá o almoço à equipe (14 pessoas);
Informações Complementares

* Poderá ser ministrada uma palestra de sensibilização para doação de sangue direcionada à população-alvo;
* Cartazes promocionais e folderes para divulgação da campanha de doação de sangue poderão ser fornecidos pelo HEMORIO;
* Após o recebimento deste informativo, retornar o contato para o agendamento da visita técnica, durante a qual a área sugerida será avaliada pelos profissionais responsáveis pela atividade;
* O HEMORIO não enviará os resultados da doação de sangue para o doador. Caso haja interesse em recebê-lo, o mesmo deverá dirigir-se à Instituição. Se houver necessidade de repetição de algum dos testes, o doador receberá uma correspondência solicitando seu comparecimento ao HEMORIO;
* Todos que doarem, serão contemplados, obrigatoriamente com o abono do dia (Lei nº 1075 de 27/03/50 e no decreto lei nº 229 de 28/02/67);
* A coleta externa só será realizada em dias úteis no horário de 9:00 às 15 horas;
* Nossa capacidade de atendimento é de 120 candidatos à doação , com estimativa de coletar de 80 a 100 bolsas de sangue em cada dia de campanha.

Cronograma das atividades a agendar
* Visita técnica;
* Palestra de Sensibilização;
* Coleta Externa.
* Para viabilizar a realização da coleta fora do município do Rio de Janeiro é importante que o Município parceiro ofereça:

• hospedagem (a equipe chegará na véspera do evento) e alimentação para a equipe (14 pessoas);