****************** Um blog dedicado ao meus alunos da Rede Pública e Privada de Ensino. ******************

quarta-feira, 19 de setembro de 2012


quarta-feira, 04 de janeiro de 2012 | 04:10

Mensagem de fim de ano de O Globo é uma peça de marketing feita para bajular o governador Sergio Cabral

 O comentarista Mario Assis nos chama atenção para um fato gravíssimo na política do Rio de Janeiro. Confiram o que diz esta mensagem de fim de ano de O Globo.

É impressionante a forma como a Organização Globo trata o
governo Sergio Cabral. Basta ler esta

mensagem de fim de ano enviada aos assinantes do jornal. Mais parece
um outdoor de propaganda deste governo virtual, que vive
por conta do marketing. Até parece que Sergio Cabral conseguiu transformar o Rio numa cidade verdadeiramente
maravilhosa.  Não há mais crimes, não há mas tráfico de drogas, 

o Rio de Janeiro subitamente estaria vivendo no melhor dos mundos.
Como se vê, na época de Natal a Organização Globo se vendeu
por 30 dinheiros, esqueceu 
as próprias matérias de denúncias publicadas por O Globo contra o governo Cabral, sobre a corrupção que grassa na Secretaria Estadual de Saúde e em muitos outros órgãos da atual administração. Mas por que passaram a borracha em tudo?
A explicação vem dessa mensagem do comentarista J. Santos, com
base em informação do blog do coronel Paul.
****
O governador Sérgio Cabral (PMDB) vive em lua de mel com a imprensa do Rio de Janeiro, isso é um fato. Outro fato é que seu governo é péssimo. Para confirmar tal verdade basta dar uma olhada na situação precária dos serviços públicos essenciais: a saúde pública, a educação pública e a segurança pública, essa última gerenciada de uma forma elitista, pois o município do Rio de Janeiro recebe praticamente todos os investimentos em termos de policiamento ostensivo, com prioridade na Zona Sul, em detrimento dos demais municípios.
Diante de tais verdades, como explicar a lua de mel? Para explicar surge um terceiro fato, Sérgio Cabral (PMDB) gasta fortunas do dinheiro público, o nosso dinheiro, para conquistar a imprensa, se transformando em um dos seus principais patrocinadores.
Os dados são do jornal O Estado de São Paulo:
Ano 2007 – R$ 75,3 milhões.
Ano 2008 – R$ 122, 2 milhões.
Ano 2009 – R$ 129,3 milhões.
Ano 2010 – R$ 162,5 milhões.
Ano 2011 – R$ 172,5 milhões.
Soma: R$ 661,8 milhões.
Média anual: R$ 132,3 milhões.
No último ano do governo Rosinha Garotinho, na época também do PMDB (ela e seu marido, deputado federal Anthony Garotinho, apoiaram a eleição de Sérgio Cabral) foram gastos R$ 81,5 milhões. Tal constatação faz surgir um quarto fato, Sérgio Cabral (PMDB), em cinco anos, mais que dobrou os gastos com propaganda.
Os regimes ditatoriais sempre buscaram controlar a imprensa, usavam a força para obter esse resultado. No Rio de Janeiro dos nossos tristes dias, o uso da força também é empregado, mas a força do dinheiro.
Juntos Somos Fortes!

fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário